top of page

QUAL É O MELHOR CHAMPAGNE ENTRE OS DOIS RÓTULOS MAIS VENDIDOS NO BRASIL?

Atualizado: 18 de nov. de 2021

Quando pensamos em champagne, duas marcas vem logo à mente: Moët & Chandon e Veuve Clicquot. É como a dupla Gre-Nal. Descubra as diferenças entre os dois rótulos. Texto: Orestes de Andrade Jr. | Jornalista e Sommelier

Não se bebe champanhe em dia triste. A festa começa já no estampido seco da abertura da garrafa, liberando as borbulhas adormecidas. Antes de dar o primeiro gole, vem o tradicional brinde das taças! O frescor limpa a boca e as “bolhinhas” desenham um sorriso estimulando novos goles.


Champagne é um vinho essencialmente de comemoração e celebração. É sinônimo de alegria! É a Ferrari dos vinhos borbulhantes. Por isso é o melhor e geralmente mais caros que todos os seus similares.


Este tipo de espumante nasceu na região de Champagne, no norte/nordeste da França, e segue regras rígidas. Só sete uvas são permitidas, mas três deles são usadas em 99% dos rótulos: a branca chardonnay (dá finesse, notas florais e minerais), e as tintas pinot noir (confere corpo e estrutura) e pinot meunier (notas frutadas). Em 2016, essa região foi declarada Patrimônio da Humanidade. O solo calcário é uma das suas singularidades, facilitando a drenagem dos vinhedos e conferindo uma mineralidade sui generis. Um hectare em Champagne custa mais de US$ 1 milhão.


Além da fermentação para transformar o açúcar da uva em álcool e assim em vinho-base, nos rótulos efervescentes ocorre uma segunda fermentação. No champagne, ela é feita na própria garrafa. Este método e chamado de champenoise (ou clássico / tradicional). É isso que dá mais elegância e intensidade à bebida.


O GRE-NAL DO CHAMPAGNE



Quando pensamos em champagne, duas marcas vem logo à mente: Moët & Chandon e Veuve Clicquot. É como a dupla Gre-Nal! As duas casas (“maison”, em francês) rivais são vizinhas, estão a uma distância de menos de vinte minutos de carro uma da outra.


São elas que produzem os dois rótulos de champanhe mais consumidos no Brasil: Moët Impérial e Veuve Clicquot Yellow Label. Ambos são blockbuster da champanhe no Brasil e no mundo, com a produção de 10 milhões de garrafas ao ano cada um (isso corresponde a toda a produção brasileira de espumante!).

Mas qual deles é o melhor?


Vamos começar pelas semelhanças. Os dois são elaborados pelo método champenoise (tradicional), com a segunda fermentação na garrafa. As uvas, claro, são cultivadas na região de Champagne, a cerca de 140 quilômetros de Paris, de diversos vinhedos (“crus”, como são chamados lá). São ao menos 50 diferentes para o Veuve Clicquot e mais de 100 para o Moët. Ambos passam por três anos de envelhecimento nas caves das vinícolas antes de irem ao mercado.


A diferença entre os dois rótulos está no blend das uvas!


Os dois champagnes, que precisam ter o mesmo paladar todo ano, usam as três principais uvas permitidas: Pinot Noir, que dá mais corpo à bebida; a Pinot Meunier, que traz maior suavidade com notas frutadas; e a Chardonnay, que é a responsável pela mineralidade e o toque de finesse.


Veuve Clicquot — Pinot Noir (50 a 55%); Chardonnay (28 a 33%); e Pinot Meunier (15 a 20%).


Moët — Pinot Noir (30 a 40%); Chardonnay (20 a 30%); e Pinot Meunier (30 a 40%).


Ao usar uma maior quantidade de Pinot Noir, a Veuve Clicquot gera um champagne com maior volume de boca. A maior presença de Chardonnay faz o contraponto a Pinot e gera elegância, com a Pinot Meunier em menor quantidade para trazer um toque de frutas brancas.


No Moët Impérial, há um equilíbrio entre as três castas. A complexidade é a consequência da presença quase em igual parte das uvas que marcam os aromas e sabores da região mais prestigiada do mundo. A predominância sutil da Pinot Meunier sobre a Chardonnay contribui para um toque frutado mais evidente da Moët do que na Veuve Clicquot.


Para quem não sabe, as duas marcas de champagne mais famosas do mundo pertencem ao mesmo grupo: a holding Francesa LVMH Moët Hennessy Louis Vuitton SE. Tanto para a empresa como para nós, consumidores, aqui ninguém perde. Cada rótulo é vencedor nas nossas taças! Cada um a seu jeito, ambos representando com excelência a categoria champagne!

1.031 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page