top of page

Com história pioneira, Benegas elabora vinhos únicos e excepcionais em Mendoza

Atualizado: 28 de jun. de 2021


Fachada da Bodega Benegas, importação exclusiva vinhos do mundo

Benegas é um daqueles nomes que se tornaram familiares graças à forte presença dos vinhos argentinos no mercado nacional. Apesar de nossa descoberta dos rótulos made in Argentina ser recente, a maioria das vinícolas famosas no Brasil é, na verdade, centenária. A Família Benegas é uma delas. Sua história está profundamente enraizada no desenvolvimento da indústria do vinho na Argentina. Tibúrcio Benegas, bisavô de Federico Benegas Lynch, carrega uma história de ousadia entre os empreendedores pioneiros do século 19 que se dedicaram à uva e ao vinho nas paisagens desérticas ao pé dos Andes. Nascido em Rosário, Santa Fé, aos 20 anos Don Tibúrcio Benegas foi para Mendoza, no final dos anos 1800, determinado a se tornar milionário antes dos 30. Comprou uma área próxima da capital, no local conhecido como El Trapiche, que originou sua vinícola em 1883. Alguns anos mais tarde, casou com a filha do governador da província (Eusebio Blanco, um apaixonado por vinhos), criou o Banco de Mendoza e expandiu o cultivo de variedades francesas na sua propriedade. Dos melhores châteaux da França da época, trouxe variedades até então desconhecidas, como Cabernet Franc, Cabernet Sauvignon, Syrah, Petit Verdot e Chardonnay. Anos mais tarde, com o ataque da filoxera que destruiu os vinhedos europeus, os franceses viriam a Mendoza em busca dessas mesmas variedades não afetadas pela praga.


Don Tibúrcio Benegas distribuiu participações de seus vinhedos com a ideia de criar uma indústria vinícola na Argentina. De 1883 a 1886, os vinhedos cresceram de 2.000 para 6.000 hectares, chegando a 40.000 hectares em 1920. Também desenvolveu conceitos inovadores na busca da viticultura de qualidade, como o plantio separado das variedades brancas e tintas, e o uso do processamento de uvas por gravidade.


Fundador da vinícola "El Trapiche" (em 1883), Don Tibúrcio tornou-se uma das personalidades mais importantes da viticultura americana do século 19, ao lado de Agoston Haraszthy, na Califórnia, e Silvestre Ochagavía Errazuriz, no Chile. Em 1920, a família construiu uma nova vinícola em Maipú, mais ao sul, mantendo o nome Bodegas Trapiche, dado por Don Tibúrcio. Venderam-na mais tarde para a família Pulenta. Hoje, ela pertence à norte-americana Donaldson, Lufkin and Jenrette. O espírito empreendedor de Tibúrcio Benegas, porém, continua.


QUATRO GERAÇÕES NA CULTURA ARGENTINA DO VINHO

Federico Benegas Lynch, quarta geração de enólogos da família, cresceu acompanhando seu pai na elaboração de vinhos em El Trapiche. Após a dissolução da empresa, foi morar em Buenos Aires, mas sua paixão por Mendoza e pelo vinho o fez voltar em busca de resgatar o legado familiar.


Foi assim que em 1999 adquiriu a Finca Libertad, uma velha vinha plantada pelo seu bisavô Don Tibúrcio, que serviu de base ao projeto de voltar a elaborar vinhos de excelência – com a marca Benegas. Lá estão as mais antigas vinhas de Cabernet Franc do mundo.


Dois anos depois, comprou uma antiga adega localizada em Luján de Cuyo, que foi completamente restaurada e ganhou a mais moderna tecnologia. O ano de 2000 é o da primeira colheita comercializada com o nome de Bodega Benegas. Começou aí uma nova trajetória de sucesso no mundo do vinho, sempre inspirada na tradição, mas com o presente moderno e o olhar no futuro.



Combo Bodega Benegas e Decanter Personalizado, vendido na Vinhos do Mundo

Para apreciar os consagrados rótulos Benegas, a Vinhos do Mundo preparou um combo especial, que inclui um lindo decanter personalizado da bodega argentina. Isso porque seus vinhos merecem ser apreciados com a melhor técnica. O decanter serve para exaltar as melhores propriedades (as características organolépticas) dos vinhos. O maior contato com o oxigênio libera aromas e sabores, aumentando o prazer com a bebida. A decantação é essencial nos rótulos das linhas Lynch e Single Vineyard.

Ícone da Benegas, a linha Lynch traz a melhor expressão do terroir dos seus vinhedos em Mendoza. Elaborado com as melhores uvas em parcelas selecionadas, com baixos rendimentos por hectare e envelhecido em barricas novas de carvalho francês durante 18 meses, os vinhos Lynch são vinhos únicos, de produção limitada, feitos apenas nas melhores safras. O Malbec é de La Encerrada, com uvas a 1450 metros acima do nível do mar. O Blend de vinhas velhas é composto por Cabernet Franc (plantado em 1899 por Don Tiburcio Benegas), Cabernet Sauvignon (de 1935), Merlot (de 1956) e Petit Verdot (de 2001), cultivadas na Finca Libertad, na costa alta do rio Mendoza (850 metros acima do nível do mar).


A linha Single Vineyard é de varietais. Expressa as características particulares de cada vinha única. O Sangiovese é de apenas 2,2 hectares de vinhedos plantados em 1935. A Syrah foi plantada em 1956 com 2,5 hectares. Ambos vem da Finca Libertad. São vinhos de alta intensidade e estrutura, com excelente corpo, taninos maduros e doces, muito persistentes na boca. Orestes de Andrade Jr. | Jornalista e Sommelier



Kommentare


bottom of page